Compostagem na sua empresa

Em outras colunas nós já comentamos sobre as inúmeras vantagens da compostagem para o meio ambiente e o quanto ela contribui para o desenvolvimento sustentável. Para realizá-la não é preciso de espaço, pois ela pode ser realizada em pequenas composteiras e até em foreiras de edifícios.

Segue um pequeno roteiro para aplicar no jardim de sua empresa ou casa:

1 Preparação do local

Escavar 4 trincheiras de 1mx1m com 1,5 de altura. O espaçamento entre elas deve ser de 40 a 60cm.

Prepare o fundo da composteira remexendo a terra com uma enxada para garantir a presença de oxigênio. Coloque uma camada de galhos e ramos secos antes da primeira camada de resíduos.

2 Fazendo o composto

Forme camadas numa espessura em torno de 20 cm, alternando restos de capina com os restos de cozinha, sucessivamente até formar uma pilha de mais ou menos 1 m;

A cada camada montada deve-se irrigar sempre. Isso é fundamental para dar condições ideais para os microrganismos transformarem e decomporem os resíduos orgânicos;

A primeira e a última camada sempre devem ser de capina;

3 Proporção do Composto

O composto orgânico deve ser formado na proporção de três para um, com uma parte de esterco ou de materiais de baixa relação carbono-nitrogênio, como restos e estercos animais e sobras de alimentos, e três partes de restos vegetais ou de materiais de alta relação carbono-nitrogênio, como galhos e folhas secas.

Para agilizar a decomposição é necessário colocar matérias miúdos, sempre picando os galhos.

proporcao

4 Cuidando do composto

É importante que se revolva a pilha de composto uma vez por semana, de maneira uniforme. Com auxilio da pá, revolva todo o material de maneira que entre oxigênio em toda a leira, esse oxigênio é fundamental para os microorganismos que farão a decomposição.

Mantenha o material de sua composteira sempre úmido, mas sem excesso de água. Para isso, irrigue a cada 2 dias.

A cada 20 dias troque o composto de baia, passando da primeira para a segunda, da segunda para a terceira e da terceira para a quarta.

composta_2

Ao chegar no fim do ciclo na quarta baia o matéria estará com 80 dias e já deverá estar pronto para uso.

5 Temperatura na leira

Em razão da decomposição orgânica, é normal e necessário que a leira se aqueça. Caso esse aquecimento não ocorra a decomposição não esta ocorrendo adequadamente.

Esse aquecimento pode ser notado ao colocar a mão dentro do composto.

6 Como identifica um composto pronto

Um composto pronto apresenta cor marrom escura, cheiro de terra,

homogêneo e sem restos vegetais.

7 Como usar o composto

Para plantar árvores, fazer canteiros de horta, em vasos de flores , em jardins e floreiras.

8 Materiais necessários

  • Palha (podem ser folhas de árvores, grama cortada, serragem, galhos triturados etc)
  • Esterco ou restos de comida
  • Enxada
  • Carrinho de mão
  • Peneira

9 Problemas contornáveis

Sintoma

Problema

Solução

Cheiro de amônia

Excesso de nitrogênio.

Adicione mais carbono na forma de palha, jornais ou feno.

Cheiro de ovo estragado

Pilha muito úmida ou compacta.

Oxigene a pilha. Adicione mais material seco. Misture partículas pequenas com as grandes. Adicione cal e revire o material.

Decomposição lenta

Material muito seco ou pilha muito pequena. Pode ser por causa da falta de nitrogênio ou de oxigênio.

Adicione água. Faça uma pilha maior. Acrescenta materiais ricos em nitrogênio, como restos de poda verdes e sobras de hortaliças. Oxigene regularmente.Evite galhos que não estiverem picados.

Ratos e camundongos

Uso de material errado.

Não use carne, peixe ou pedaços de gordura. Construa uma lixeira à prova de roedores com telas de proteção e armadilhas para ratos.

Vapor

Excesso de nitrogênio. Ou a pilha está muito grande para ser removida de forma apropriada, deixando o meio muito quente.

Adicione mais material rico em carbono (palha, feno ou serragem). Reduza o tamanho da pilha.

Francisco de Paola,
Engenheiro Ambiental.